Geral

Futuro profissional em foco – Palestras e oficinas envolveram os 400 participantes do XIV Encontro Crea-SP Jovem

Um dia de atividades pensadas para aproximar os estudantes e novos profissionais de Engenharia, Agronomia e Geociências do maior Conselho profissional da América Latina e também para impulsionar o início de suas carreiras. Com esse foco, o XIV Encontro Crea-SP Jovem reuniu cerca de 400 pessoas neste sábado (9/12), no Espaço Immensità, na zona norte de São Paulo. Em ambientes coloridos e tecnológicos, com túnel de led e pontos para foto e interação, o público emergiu na última edição do evento este ano.

Quem deu às boas-vindas agitando a manhã foram os membros da Comissão Permanente do Crea-SP Jovem (CCJ). “Queremos criar pontes e conexões entre vocês e o mercado de trabalho”, explicou a coordenadora adjunta da CCJ, Eng. Agr. Waleska Del Pietro. “Estamos bem representados com jovens do Estado inteiro”, comemorou o coordenador Eng. Raoni Ramos. “Todos nós acreditamos no inacreditável, por isso somos engenheiros”, afirmou Ramos ao apresentar os projetos-chave do Conselho, como o CreaLab, plataforma que conecta atores do Sistema e está inaugurando espaços coworking por todo o Estado.

“A cada ano, mais jovens participam e isso é muito importante para o futuro do Conselho e para a área tecnológica do futuro”, destacou a diretora de entidades de classe e presidente eleita para o mandato de 2024 a 2026 do Crea-SP, Eng. Lígia Marta Mackey.

A quinta edição do ano do Por dentro do Crea-SP, programa de estágio visita do Conselho, teve seu encerramento oficial durante a programação. Representado a turma, a formanda em Engenharia de Produção pela Escola de Engenharia de Piracicaba (EEP) Thifany Semmler Leite, de 23 anos, falou sobre a experiência: “saí transformada e com outra visão sobre o Crea-SP. Foi uma oportunidade de muito aprendizado”. Ela destacou como ponto alto a visita à Hyundai. “Me senti uma criança na fábrica de chocolate”.

Mostrar caminhos e possibilidades que podem fazer a diferença na carreira dos profissionais está entre os objetivos do evento. Sobre isso, o presidente do Crea-SP e eleito para o Confea, Eng. Vinicius Marchese, ministrou a primeira palestra do dia. “Entre os dez principais CEOs do mundo, seis são engenheiros”, informou. Com foco no futuro, ele destacou que os profissionais precisam estar sempre se atualizando. “É um processo contínuo e não é só não parar de estudar, é não parar de aprender”, orientou.

O presidente do Crea-SP pontuou ainda que o Brasil vai precisar de mais engenheiros nos próximos anos para atingir suas metas de desenvolvimento. “Você não será substituído pela inteligência artificial, mas por alguém que usa bem a tecnologia”, ao trazer à tona um dos assuntos mais debatidos na área tecnológica na atualidade. Marchese também deu dicas de habilidades que são valorizadas no mercado, como a capacidade de liderança e a inteligência emocional. “Há vagas, o que precisamos são pessoas”, concluiu.

O tema também foi abordado pelo reitor da Fundação Educacional Inaciana Padre Sabóia de Medeiros (FEI), Eng. Gustavo Donato. “O futuro é inter e transdisciplinar, envolvendo tecnologia e gente”, opinou. Para ele, o amanhã precisa de mais engenheiros, mas eles precisarão ser diferentes. “A nova era exige uma outra mentalidade, centrada no ser humano e na sustentabilidade, tudo isso numa velocidade impressionante. O título não basta, o que importa são as competências”, continuou. “Quem mais vai se destacar, é quem melhor se adaptar”, completou.

No final da manhã, o criador do conceito de personal branding, escritor e mentor Arthur Bender, compartilhou com o público seus conhecimentos sobre inovação, crescimento e marca pessoal. “O profissional tem que se assumir como um empreendimento que nasceu pra dar certo”, explicou. O especialista ressaltou que as marcas nasceram para ajudar as pessoas a fazer escolhas e, por isso, a diferenciação é um fundamento sagrado. “O comportamento determina o nosso valor. Vocês não estão no mercado da Engenharia, estão no mercado da confiança”. Bender reforçou ainda alguns pontos das falas anteriores, como a importância do aprendizado contínuo e da adaptação constante. “Cooperar, compartilhar, colaborar e cocriar são os verbos”.

No período da tarde, o evento contou com oficinas de preparo profissional, como formatação de currículo e LinkedIn. Uma sala de robótica também provocou os participantes a pensar no futuro de suas profissões com o desenvolvimento de soluções criativas a partir das máquinas.

 

Hackathon

Outro momento esperado do dia foi o anúncio das equipes vencedoras do 2º Hackathon do Conselho, desafio que selecionou soluções inovadoras para incentivar e desburocratizar o registro profissional. Foram três selecionados, que levaram para casa prêmios que somavam R$ 10 mil (R$ 5 mil para os primeiros colocados, R$ para o segundo e R$ 2 mil para o terceiro).

Abaixo, a lista dos times ganhadores:

  • CreaConnect
  • CreaAtiva;
  • Integração com o Creanet;

 

Além dos três destaques, o Grupo Crea Asas levou uma menção honrosa pelo projeto de comunicação com o profissional enquanto ele ainda está ingressando na universidade, para evitar dúvidas na hora do registro quando ele se forma.

Para o 2024, o Conselho já inicia o planejamento do XV Encontro Crea-SP Jovem. O evento vem crescendo e conquistando mais adeptos a cada ano.

 

Produzido por CDI Comunicação